Pesquisar no blog

segunda-feira, 18 de junho de 2012

ESTAMOS MUDANDO O CLIMA DO PLANETA.

Não restam duvidas sobre isso. Criamos situação ao emitir gases de efeito estufa em excesso provocando o aquecimento global e alterando o meio ambiente. É hora de agir para mudar essa realidade....

Para evitar os piores cenários, o ideal é que o aumento não ultrapasse 2ºC, o que já é difícil de acontecer. Há duas reações para isto: Conter ou  mitigar uma elevação ainda maior na temperatura ou adaptar as consequências.
Como não sabemos o quão grande serão as consequências, as iniciativas atuais são para evitar a elevação na temperatura.
As principais atividades emissoras de gases de efeito estufa são queima de combustíveis fosseis e o desmatamento. É preciso mudar hábitos para reduzir o impacto do nosso estilo de vida no planeta.

  • Nenhum fonte de energia renovável garante 100% de fornecimento, e nenhuma tem impacto zero. Os investimentos giram num “mix” de matriz energética.

  • NÃO BASTA GERAR ENERGIA LIMPA, É PRECISO ORGANIZAR O CONSUMO DE FORMA INTELIGENTE. SE VOCÊ OLHAR EM SUA VOLTA, DESCOBRIRÁ VÁRIAS FORMAS DE CONTRIBUIR.

FONTES DE ENERGIA
ORIGEM VANTAGENS DESVANTAGENS
RENOVÁVEIS  HIDRÁULICA água que movimenta as turbinas das usinas hidreletricas a água é devolvida para o rio nas mesmas condições anteriores ao uso. Na fase funcionamento a hidreletrica emite um pouco GEE* a construção de barragem e reservatório altera o ambiente e provoca o deslocamento da população no entorno
SOLAR painéis fotovoltaicos que convertem a luz do sol em energia é talvez a fonte de menor impacto ambiental; exige pouca manutenção; uma casa pode ser uma mini usina de energia gera energia apenas quando há sol; a produção dos painéis é cara
EÓLICA ventos que movimentam as pás de cata-ventos ligados a geradores não gera resíduo, o terreno pode ser compartilhado com atividades agropecuárias; uma casa pode transformar-se em uma minigeradora necessário áreas amplas com estradas e linhas de transmissão; mortes de aves que se chocam com as pás
BIOMASSA  queima de bagaço da cana-de-acuçar; palha de milho; casca de arroz, etc.. ao crescer as plantas absorvem CO2; o período de safra da cana coincide com o da seca, quando cai o nível de água nos reservatórios das hidrelétricas só gera energia na época de safra
BIOGÁS lixo orgânico de aterros sanitários, esgoto e dejetos de fazendas de porcos e aves queima e elimina GEE como metano. Gera fertilizantes; produtores rurais podem vender o gás é preciso limpar e concentrar o gás para aumentar seu poder calorífico. No caso dos aterros, eles ocupam uma área por 50 anos e há cada vez menos espaços disponíves.
BIO       COMBUSTÍVEL cana-de-açucar, milho. Beterraba, para o etanol e oleaginosas como soja e mamona para o biodiesel substitui diretamente o petróleo; as plantas absorvem CO2 em sua fase de crescimento o etanol pode faltar na entressafra ou quebra da safra da cana; no caso do biodiesel a disponibilidade de matéria- prima é limitada
RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS queima de lixo urbano destrói o metano. Que gera efeito estufa; reduz o volume de lixo; da cinzas pode produzir cimento rendimento baixo por causa da umidade do lixo; a cinza pode conter poluentes resistente ai calor
OUTROS
MAR GEOTÉRMICA
mar - movimento das águas ou marés; geotérmica do calor no interior da Terra Têm pouco impacto e atendem bem a região costeira e onde há gêiseres ou rocha aquecida dependem da localização geográfica
NÃO RENOVÁVEIS TÉRMICAS queima de gás natural, carvão ou derivados do petróleo a infraestrutura já existe. Atendem áreas isoladas; serve de sistema complementar se faltar energia das hidrelétricas grande gerador de GEE
NUCLEAR fissão nuclear que gera calor da divisão do átomo de urânio praticamente não existe GEE; o urânio é abundante no planeta resíduos altamente radioativos; impacto de um acidente pode ser enorme
(*GEE- gases causadores do efeito estufa)


fonte: revista veja/ planeta sustentável
Postar um comentário