Pesquisar no blog

sexta-feira, 1 de junho de 2012

ANIMAIS EM EXTINÇÃO



Veja quais os principais animais que correm mais risco de entrar em extinção, de acordo com o "World Wide Fund For Nature" ou “Fundo Mundial para a Natureza”( WWF).....




TIGRE
De acordo com a organização, há 3,2 mil desses animais na natureza. Encontrados principalmente na Ásia, eles têm, atualmente, apenas 7% do hábitat natural disponível, uma vez que as demais áreas foram ocupadas pelo ser humano.

URSO-POLAR
Há entre 20 mil e 25 mil ursos-polares em todo o mundo. Esses animais vivem no Ártico, e como o aquecimento global está afetando a região, o aumento da temperatura põe em risco suas vidas.



MORSA
Com 223 mil exemplares da espécie no mundo, as morsas entraram em 2010 na lista dos animais em maior risco de extinção. Como elas vivem em regiões geladas, como o Ártico, o aquecimento global está reduzindo a quantidade de seus alimentos.


PINGUIM-DE-MAGALHÃES
Com população estimada de 2 milhões de animais, os pinguins-de-Magalhães se encontram no Sul do Oceano Atlântico, podendo ser vistos na costa da América do Sul. Devido ao aquecimento dos mares, esses pinguins precisam viajar cada vez mais para longe a fim de encontrarem comida.

TARTARUGA-GIGANTE

Segundo o WWF, há cerca de 34 mil fêmeas da também chamada tartaruga-de-couro. No Oceano Pacífico, hábitat desse réptil, porém, há apenas 2,3 mil fêmeas. A poluição, o aumento da temperatura dos mares e a pesca fazem com que possa ser extinta.




ATUM-AZUL
Apesar de não haver dados precisos de quantos exemplares existem dessa espécie de peixe, sabe-se que ela está entrando em extinção devido à pesca predatória. Esses animais existem no Oceano Atlântico e no Mediterâneo e são um dos principais ingredientes do sushi.




GORILA-DAS-MONTANHAS
Em estado crítico de extinção, a população dos gorilas-das-montanhas é formada por aproximadamente 785 animais. Eles vivem nas florestas africanas e no Parque Nacional de Virunga, na República Democrática do Congo.







BORBOLETA-MONARCA
Encontrada do Canadá ao Nordeste da Argentina, essa borboleta vive em florestas de pinheiros. Não há informações claras de quantos exemplares existem, mas a crescente urbanização e o aquecimento global ameaçam seu hábitat.




RINOCERONTE-DE-JAVA
Provavelmente, o rinoceronte-de-Java é o mamífero de grande porte mais raro da natureza, com pouco mais de 50 indivíduos na natureza e nenhum em cativeiro. Eles costumam ser caçados de forma predatória porque partes do seu corpo são consideradas remédio na medicina tradicional asiática. As plantações têm destruído seu hábitat.


PANDA
Existem apenas 1,6 mil exemplares do animal símbolo do WWF na natureza. Como as cidades da China estão crescendo, o hábitat desses ursos, as florestas do país, está ficando cada vez menores. Atualmente, há 20 áreas de proteção ambiental para os pandas, que vivem nesses locais ou em zoológicos.

SAOLA
Animal da família dos bovinos e aparência semelhante à de um cervo, foi catalogado há apenas 20 anos. em seu hábitat, as Montanhas de Annamite, que ocupam parte do território do Laos e do Vietnã. O bicho, de aparência estranha, tem um par de chifres que pode chegar a 50cm de comprimento e tem pontas afiadas, além de manchas brancas no rosto que contrastam com seu pelo, geralmente marrom. A população total destes animais é estimada em algumas centenas.


PARA SABER MAIS CLIQUE AQUI

fonte: wwf/ wikipedia/uol
Postar um comentário