Pesquisar no blog

terça-feira, 12 de agosto de 2014

NO MUNDO DOS INSETOS PARA QUE SERVE O PERNILONGO?


O que são estes seres? Por que zumbem? Para quê servem? E assim por diante. A parte melhor da história é que existe resposta para tudo. Tudo no Universo tem uma função; nem sempre bem entendida pelo homem. Vamos lá.






Apesar dos pernilongos serem odiados por toda humanidade e alguns deles transmitirem doenças, eles têm dois papéis importantíssimos na natureza.
  • POLINIZAÇÃO DAS FLORES
Todos pensam que os mosquitos (pernilongos) se alimentam de sangue. Apenas a fêmea retira sangue dos animais para ter força extra para gerar seus filhotes e alimentar sua prole de ovos. Na verdade o alimento básico dos mosquitos é néctar das flores. 
  • OCUPA UM ESPAÇO IMPORTANTE NA CADEIA ALIMENTAR
Os mosquitos(pernilongos) servem de alimento para sapos, rãs, pererecas, lagartixas, lagartos, peixes (quando são larvas), aranhas, etc...
O nome pernilongo existe devido às suas patas compridas e finas, mas eles também podem ser chamados de muriçocas ou carapanás. Seu nome científico é Culex Quinquefasciatus e em inglês é conhecido como Mosquito e na Europa como Gnat.  Os pernilongos surgiram no planeta Terra a cerca de 30 milhões de anos atrás. No período Terciário da Era Cenozoica, quando a Terra adquiriu a sua forma atual. Eles tiveram todo esse período para melhorarem suas habilidades como caçadores de seres humanos. Dentre estas habilidades, temos:
  • Sensores químicos: mosquitos podem sentir o dióxido de carbono e o ácido lácteo a cerca de 36 metros de distância. Mamíferos e pássaros liberam estes gases como parte da sua respiração normal. Certas químicas no suor também atraem mosquitos.
  • Sensores visuais: se estiver usando roupas que contrastam com o plano de fundo e especialmente se você estiver se movendo enquanto usa estas roupas eles podem mirar o alvo em você.
  • Sensores de calor: pernilongos podem detectar calor, assim podem encontrar mamíferos e aves de sangue quente facilmente quando estão próximos o suficiente.

Como a maioria dos insetos, o corpo dos mosquitos adultos têm três partes:

  1. Cabeça, onde estão todos os sensores, 2 olhos, antenas e as partes da boca que são o palpo (para examinar os alimentos) e a probóscide (tromba, que pica e suga o sangue como um canudinho);
  2. Tórax, onde ficam as 2 asas e 6 patas anexadas;
  3. Abdome onde ficam os órgãos digestores e excretores.
O ciclo de vida dos pernilongos

  1. Ovos, que são postos na água e ficam lá flutuando, podem sobreviver ao inverno e eclodem na primavera;
  2. Larva, que saem dos ovos e respiram o ar da superfície através de um sifão, se alimentam de material orgânico da água e chegam a crescer de 1 a 2 centímetros num período que varia de dias até semanas dependendo da temperatura da água e da espécie;
  3. Pupa, vivem em qualquer água de um a quatro dias,
  4. Encasulamento onde  se transformam em mosquitos adultos.

Assim que o pernilongo se torna um adulto uma das primeiras coisas que ele busca é uma cópula e depois da cópula eles procuram por comida. Pernilongos machos se alimentam da seiva e do néctar de algumas plantas. Em compensação, os pernilongos fêmeas têm a probóscide que elas usam para sugar sangue e assim assimilar a proteína para gerar os ovos. As fêmeas ainda podem viver até um mês após botarem seus ovos, já os machos vivem apenas alguns dias após a cópula. Os pernilongos geralmente não voam mais de 300 metros do local onde nascem.  Pernilongos machos são diferentes de pernilongos fêmeas. As fêmeas têm antenas mais simples, enquanto os machos possuem uma antena mais cheia de receptores que o ajudam a localizar as fêmeas. As fêmeas também têm os probóscides mais longos do que os machos. O som que o pernilongo emite é proveniente da frequência da batida das suas asas. Eles chegam a bater cerca de 1000 vezes por minuto. Os pernilongos machos batem as asas mais rapidamente do que as fêmeas, fazendo com que seja numa frequência inaudível para os ouvidos humanos. Ou seja, quem zumbe são apenas as fêmeas.
Portanto somente as fêmeas picam e são atraídas por várias coisas como o calor, luz, transpiração, cheiro do corpo, ácido láctico e dióxido de carbono. Quando a fêmea pousa no corpo, ela é capaz de sugar até 5 microlitros de sangue. Seriam necessárias 1.120.000 picadas de pernilongo para que todo o sangue de um homem adulto fosse retirado. Sua probóscide é tão fina que passa pela pele sem que as terminações nervosas a perceba. Quando a vítima percebe que foi picada, já é tarde. O pernilongo já está nutrido e pela mesma probóscide onde o sangue entrou, o pernilongo deixou uma enzima que serve para que este não coagule durante a sucção. Uma fêmea é capaz de picar mais de uma vez até obter todo o sangue necessário para botar cerca de 250 ovos por vez e, depois disso está preparada para picar mais, uma vez que estiver fecunda.  Esta enzima, porém, é encarada como um corpo estranho, chamando a atenção de células de defesa, que logo vão acudir. E, como elas correm pelos vasos capilares todas ao mesmo tempo, alguns deles se rompem, deixando escapar o seu líquido. O resultado desse vazamento é aquela protuberância vermelha que fica no local da picada.

MITOS E VERDADES SOBRE ATAQUES DE PERNILONGOS.


  • Por que os pernilongos aparecem mais no verão do que no inverno?
Porque as condições climáticas do verão aceleram as funções fisiológicas no organismo do mosquito de um modo geral e, na presença de criadouros propícios para o desenvolvimento das fases imaturas, a população de mosquitos aumenta proporcionalmente.

  • Os pernilongos têm preferência por um determinado tipo sanguíneo?
O mosquito Culex quinquefasciatus, o pernilongo, possui tendência a sugar o sangue humano. Contudo, dependendo do ambiente onde vive, pode ser encontrado com sangue de aves, cavalos, cachorros ou outros animais. O que atrai são os odores emanados pelo corpo do homem ou dos animais.


  • Os pernilongos atacam mais homens, mulheres ou crianças?

Não existem pesquisas sobre essa estatística. É provável que essa preferência não exista.


  • Dizem que pessoas que andam com perfumes adocicados são o alvo preferencial de pernilongos. Isto é verdade?
Dentro da área de entomologia, não existe essa associação perfume x pernilongos. Isso não faz parte da evolução do comportamento do mosquito. Isso pode ocorrer com outras espécies, como borrachudos ou mosquinhas pequenas, que costumam ser confundidas com pernilongos.


  • Tem alguma parte do nosso corpo que os pernilongos preferem picar?
É provável que busquem as partes mais finas ou sensíveis da pele, pelo contato intravenoso mais rápido.

  • Por que depois de picar, o pernilongo fica parado na parede, se tornando um alvo fácil?

Depois de se alimentar de sangue, a fêmea precisa de repouso a fim de armazenar energia para o amadurecimento dos ovos. Ela evita principalmente o voo, no qual há consumo extremo de energia pelos músculos alares durante o batimento das asas. A fêmea volta a atacar logo após a postura dos ovos.

  • Qual é a quantidade de sangue que ele suga?

Não tenho um número preciso. Visualmente parece não passar de 0,5 a 1 microlitro de sangue.

  • Como o repelente funciona? A citronela é o único cheiro que afugenta os pernilongos?

Os mosquitos são atraídos para o corpo dos animais pelos odores liberados por estes. Esses odores são sinalizados pelos receptores químicos olfativos do mosquito, localizados principalmente nas antenas. Os repelentes atuam bloqueando a atividade desses receptores, confundindo a percepção do mosquito para um determinado alvo. As Substâncias aromáticas são capazes de repelir os mosquitos, principalmente por causarem esses efeitos de bloqueio na sensibilidade olfativa. Como no caso dos componentes aromáticos da planta citronela, eucalipto, cravo, entre outros. Os mosquitos também se afastam de derivados de álcool na pele.

  • Por que, quanto mais se coça, pior fica a ferida causada pela picada?

A coceira é desencadeada inicialmente pelas substâncias estranhas que o mosquito injeta na pele no momento da picada e também pela minúscula abertura que é feita, a qual afeta algumas terminações nervosas. O ato de coçar irrita ainda mais essas terminações e pode causar infecções pelo contato com o meio externo.

  • Quanto tempo vive um pernilongo? Macho e fêmea vivem o mesmo tempo?

Dependendo da região e das condições favoráveis, eles vivem até 3 meses, podendo ou não haver diferença entre macho e fêmea. Esse cálculo é imprevisível por depender de vários fatores externos.

  • Quantos ovos a fêmea põe de cada vez?

De 100 a 200 ovos. Cada vez que se alimenta de sangue, a fêmea realiza uma postura. A gestação e postura duram em média de 3 a 4 dias. Assim, quanto mais se alimentar de sangue, mais realizará posturas.

  • O que os pernilongos machos ficam fazendo enquanto as fêmeas ficam sugando o nosso sangue?

Geralmente os machos ficam ao redor dos criadouros ou sob os arbustos. Alimentam-se de açúcar na seiva das plantas ou copulam com as fêmeas jovens que nascem nos criadouros. Às vezes estão dentro de casa, à procura de fêmeas para a cópula ou para abrigo do sol e da chuva.

  • Por que os pernilongos fazem um barulhinho nos nossos ouvidos antes de atacar?

O zumbido do pernilongo é resultado das batidas das asas durante o voo. Asas de mosquitos produzem em média 270 a 307 batidas por segundo. Assim, as batidas da asa desencadeiam uma onda de pressão, com propagação de som pelo ar de 300 a 900 Hz, frequência audível pelo ouvido humano.

  • Por que os pernilongos atacam mais de noite do que de dia?
O pernilongo desenvolveu adaptações no órgão da visão em que enxerga e se direciona melhor por meio de comprimentos de onda refletidos e disponíveis durante o período noturno.

  • Ligar um ventilador ajuda a afugentar os pernilongos?

Ajuda, mas suas asas são bastante potentes para resistir ao vento.

  • Como é que os pernilongos chegam até em lugares altos?

A fêmea pode voar à procura de alimento em qualquer direção. Desde voos rasantes até em pontos mais altos. Existe também um movimento chamado “dispersão passiva”. Os mosquitos adultos entram em ônibus, aviões e em carros, se deslocando de um local ou até mesmo de um país a outro. Entram em elevadores e chegam aos andares mais altos dos prédios.

Para saber mais.

Hábitos do Aedes aegypti
Perigo no ar


fonte:
estadao.com.br/ yahoo.com.br/ wikipedia.com.br / mundoestranho.abril.com.br/

11 comentários:

Anônimo disse...

interessante

Aline Arantes disse...

Adorei a explicação pois as perguntas e esclarecimentos condiziam com as minhas dúvidas. Muito obrigada!

Vendansite disse...

Muito boa a explicação. Foi bem esclarecida. Parabéns!!!

Junior disse...

Muito bom, ótimas informações. Só faltou informar a forma de combater a proliferação desses bichinhos detestáveis.

Patricia Santos disse...

Otimo

Solange Oliveira disse...

Muito bom!!

Anônimo disse...

Esses mosquitos é a maior desgraça que já existiu no mundo! Podiam entrar em extinção!

Thiago Cândido disse...

Tavendo so as fêmeas q dao trabalho q ódio por não faz que nem os machos

Anônimo disse...

eles podem auxiliar na evolução genética, pela troca de dna durante a picada? existe algum estudo sobre isso?

Jorge Luiz Ferreira disse...

Ótimo gostei

Angelo disse...

Eles fazem polinização, mas se fossem extintos fariam grande diferença para o equilíbrio da força?