Pesquisar no blog

domingo, 23 de setembro de 2012

VERDE EM CASA

No hemisfério sul , a primavera começa no dia 22 de setembro. Então, que tal iluminar a casa com flores e plantas? Falta de tempo e espaço não é desculpa para deixar de ter plantas dentro de casa. 




Há várias espécies que não exigem muita atenção e são ideais para ambientes internos. Além disso, destacam um colorido e vida ao local, funcionando como peças de decoração. O segredo está na escolha dos tipos ideais às condições que o local oferece. Existem várias espécies de plantas e flores, mas nem todas podem ser mantidas em ambientes fechados. Algumas precisam ficar algumas horas expostas à luz natural, necessitam de sol. Outras precisam do vento ou de certos cuidados mais específicos como, por exemplo, a rega, o corte, a retirada das folhas secas, entre outros.
DICA PARA CUIDAR
Para ter uma planta sempre bonita, é essencial regá-la de forma correta. Deixar a terra encharcada é meio caminho andado para matar a planta. “Cada espécie precisa de um cuidado diferente, por isso é fundamental pedir boas orientações antes da compra. Um dos principais cuidados é a rega, assim como ficar sempre atento à textura da terra e também olhar suas folhagens”, diz a gerente da Gardena.

Algumas sugestões para ter em casa:

 
Rosa de pedra

É uma suculenta planta que armazena água nas folhas e caules e tem o formato parecido com o de uma rosa. É muito usada para fazer arranjos em vasos e deve ser regada apenas uma vez por semana, pois a umidade pode apodrecer suas raízes. Não tolera muito sol.







Mini cactos

Ao contrário dos cactos grandes, eles não devem ser expostos à luz direta do sol e ficam melhores em ambientes internos bem iluminados. Para saber quando regar verifique se a terra está seca.






Lança de São Jorge
É famosa por espantar mau-olhado. Com folhas cilíndricas e verticais, possui um visual bem ornamental. Por ser uma planta muito resistente, pode ser usada nas mais variadas composições, desde jardins de pedras a vasos para ambientes internos. Deve ser regada a cada 15 dias, sem molhar as folhas, e mantida à meia-sombra.




Violeta
É uma das mais tradicionais plantas decorativas e tem grande variedade de cores. Em mesas, parapeito de janelas, ela fica bem em diversos ambientes. O importante é garantir que seja exposta somente à luz indireta. Regar uma ou duas vezes por semana também é fundamental não molhar as folhas e flores.



Begônia 
É ideal para decoração de interiores em vasos. As folhas têm formas variadas e, no geral, são coloridas. O cultivo deve ser feito em substrato bem fértil, em ambientes protegidos da luz do sol, da friagem e do vento. A rega deve ser feita sem molhar as folhas.


Pau d`água ou Dracena
Considerada uma das plantas mais resistentes para ambientes internos, sobrevive com níveis de luz baixos, gostam de calor e suportam bem ar seco e períodos sem rega. Para ter uma dracena feliz basta providenciar boa luz (sem sol), rega moderada, deixando secar a camada superficial antes de regar de novo e pulverização diária com água (uma ou duas vezes).





Zamioculca


Uma das plantas mais usadas em ambientes internos continua bonita mesmo quando não recebe os cuidados recomendados. Esse tipo de planta se adapta a ambientes com e sem luz e deve ser regada uma vez por semana.
Postar um comentário