Pesquisar no blog

domingo, 14 de outubro de 2012

BORBOLETAS E SUAS MAQUIAGENS

Borboletas, mariposas e traças são seres frágeis e vulneráveis. Têm poucas defesas. Muitas sobrevivem só na base do disfarce. Outras se esmeram na beleza. Todas capricham no make-up.



Faz de conta que não estou aqui
Borboletas são mariposas que voam de dia, em geral muito coloridas e com pouco disfarce. Mariposas e traças, ao contrário, voam no crepúsculo ou durante a noite. Para elas, a dissimulação é uma técnica de defesa essencial à sobrevivência.










Mascarada profissional 
A lagarta da mariposa Ennomos autumnaria mora sobre galhos, imitando-os perfeitamente. Quem olha não vê. Desse jeito, escapa de virar comida enquanto cresce, deglutindo cascas e ramos. Ela existe na Europa e na Ásia.





Feia de matar
A Cerura vinula é uma rara mariposa com armas de defesa. Ela usa os filamentos da cauda para chicotear os inimigos, expele um cheiro fedorento e ainda exibe a cara, pouco atraente, para assustar os atacantes. Habita as Américas, Europa, África e Ásia.





Atriz esforçada
A lagarta da Stauropus fagi usa o engano como escudo. Aqui, se esforça para simular uma formiga, embora pareça muito mais uma lagosta. Se o truque dá certo, o predador se engana e ela sobrevive para virar uma mariposa discreta, cinza e marrom.






Traçando tudo
Vista de perto, a traça Porthesia similis é um monstrinho intrigante. O pardo e o cinza dissimulam sua presença e facilitam o ataque feroz a roupas e tapetes. É bonitinha. Mas dá um prejuízo danado.








Mudando para uma nova forma
Mariposas e borboletas são insetos que sofrem metamorfose completa. O ovo vira larva e troca de pele até se tornar um organismo chamado pupa. Depois, tece um casulo de seda dentro do qual se refugia para criar asas. Aí, rompe o casulo e sai voando.
















Praga sedosa
A Lymantria dispar foi levada aos Estados Unidos para produzir seda, mas ficou famosa depois que fugiu do cativeiro e virou uma praga florestal. Larvas de várias mariposas fazem seda, entre elas a Bombyx mori, o bicho-da-seda.(foto)








A polinizadora
A Vanessa cardui tem uma prima muito popular no Brasil, a Vanessa brasiliensis, conhecida por “dama maquiada”. Nas borboletas, o casulo se chama crisálida . Em um mês dentro dela, o inseto cria asas e antenas. A borboleta  além de bela, é uma notável polinizadora de flores.




Casa e comida
A europeia Aglais urticae dependura-se nas folhas da urtiga e constrói sua crisálida comendo pedaços de folhas. A metamorfose completa, até virar borboleta adulta, dura três meses. Mora em jardins da Europa e Ásia.




Para saber mais clique aqui e aqui
Postar um comentário