Pesquisar no blog

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

SAPO DE KIHANSI



Sapo considerado extinto na natureza vai ser reintroduzido na Tanzânia. O animal foi visto pela última vez na natureza em 2004, e é considerado extinto desde 2009 pela União Internacional para a Conservação da Natureza.


Centenas de sapos da Tanzânia, de uma espécie considerada extinta na natureza o Nectophrynoides asperginis, vão ser liberados nesta semana em seu habitat natural no país africano, em uma ação integrada entre o governo tanzaniano e dois zoológicos americanos, segundo o jornal “Washington Post”.
A espécie foi encontrada em 1996 nos arredores de cachoeiras na região de Kihansi, em uma pequena área de cerca de 0,02 km² (cinco acres, de acordo com a publicação).
A construção de uma barragem de hidrelétrica na região diminuiu ainda mais o habitat dos anfíbios e reduziu sua presença, segundo o jornal. O animal foi visto pela última vez na natureza em 2004, e é considerado extinto desde 2009 pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês). Segundo o jornal, o plano dos órgãos de conservação da vida selvagem dos zoológicos do Bronx e de Toledo, ambos nos Estados Unidos, é contar com ajuda do governo da Tanzânia para liberar os animais reproduzidos em cativeiro em Kihansi.
Segundo o “Washington Post”, o projeto de conservação dos zoos começou há cerca de 12 anos, reunindo espécimes do sapo que ainda restavam na região. Além da destruição do habitat, pesquisadores atribuem a extinção do anfíbio à proliferação de um fungo, de acordo com o jornal. (Fonte: Globo Natureza).
Nectophrynoides asperginis, conhecido como sapo de Kihansi é uma espécie de sapo que sofre o risco de desaparecer, uma vez que já não existe no ambiente selvagem, e vive somente em cativeiro. Esta espécie só é conhecida das cataratas de Kihansi, nas montanhas Udzungwa,Tanzânia. Eles habitavam a uma altura que variava de 600 à 940 metros acima do nível do mar. A população entrou em um profundo declínio, até o ponto que no meio do ano de 2004 foram encontrados apenas 3 sapos-de-Kihansi em sua área. Depois do ano de 2005 a população já não foi mais vista.  Em 2006 foi feita uma pesquisa nas montanhas Udzungwa para coletar informações da espécie, porém nenhum animal ou população desse sapo foi encontrada. Já no ano de 2009, a IUCN, sem nenhum outro exemplar vivo no meio selvagem deste anfíbio, declarou que a espécie está Extinta na natureza.

Nenhum comentário: