Pesquisar no blog

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

GAIA X HOMO SAPIENS - QUEM VENCERÁ?


Na Natureza a vida pulsa por todos os lados, não importa onde você coloca seus olhos, seja na fauna, na flora, no ar, nos minerais ou mesmo no microscópio. É impossível não se comover com tamanha beleza por toda a parte. Infelizmente esses lugares estão ameaçados e se não fizermos nada vamos acabar sem eles.



A TERRA TEM SIDO AGREDIDA, DEGRADADA E VIOLENTADA
Há mais de um século que a nossa civilização vem cultivando um novo deus. O “ deus progresso “, que só nos ensina a vencer a natureza pelo consumismo, a ganância e a ambição extremista . Progresso a qualquer custo. Mal terrível que vem destruindo a Biosfera , a diversidade e os recursos naturais, que são finitos e estão morrendo, pois não estamos dando tempo à Natureza de se refazer , ou melhor viver. Esta doença progresso afeta tudo : a Natureza, a Arte, a Religião , a Cultura, a piedade, o amor e as nossas vidas. Não podemos negar o progresso positivo que com seus aliados ciência e Tecnologia melhoram a vida e nos permite viver com melhores condições humanas. Mas temos de reflexionar sobre os sacrifícios e as atrocidades que cometemos neste desenvolvimento de “ Sujeitai a Terra “, este “ progresso“, que vem há 150 anos , em ritmo célere. levou-nos a violentar a natureza das formas mais inimagináveis;
  • Desperdiçar , poluir , corromper até a altura da estratosfera , o ar que respiramos; 
  • Obstruir o solo com edificações e cobrir de asfalto , desnaturá-lo parcialmente por produtos químicos e deixar que se torne progressivamente estéril ;
  • Espoliar as riquezas do subsolo, através da exploração exaustiva, a ponto de esgotar as reservas;
  • Devastar extensamente o patrimônio vegetal desmatando regiões sempre mais amplas, acabando por fazer desertos;
  • Matar aos bilhões os animais ou lhes tomar o espaço vital , de modo que centenas de espécies foram desde então exterminadas, sendo iminente o perigo para outras tantas;
  • Envenenar progressivamente tudo vivo, inclusive a nós próprios e nossa alimentação;
  • Estamos prostituindo a Terra, dando prioridade a ambição de lucro e a expansão econômica;
Termos já transportado homens para a Lua e instrumentos para planetas vizinhos, mas não resolvido um sequer problemas urgentes desta nossa Terra.


EDUCAÇÃO PARA PRESERVAÇÃO AMBIENTAL
Na Ecologia Profunda os seres humanos não se separam das outras coisas do meio ambiente natural, sejam elas de natureza vegetal, animal ou mineral. Para ela o mundo não se constitui numa coleção de objetos isolados, mas numa rede de fenômenos interconexos, simultâneos e interdependentes. Numa sociedade capitalista como a nossa, é amedrontador para maioria das pessoas conceber mudanças de paradigma, para atingir valores centrípetos mais equilibrados; principalmente aqui no Brasil, onde levar vantagem em tudo é a lei.
Nós, seres humanos, somos responsáveis direta e indiretamente pelo caos na ecologia do planeta, ao colocá-lo em profunda agonia por meio da violência generalizada ao meio ambiente. Precisamos formar uma geração que entenda e promova uma educação transformativa. O mundo precisa de governantes que priorizem as questões sociais e ecológicas, para que possamos preservar a Terra viva. Devemos educar o estudante para utilização racional e inteligente dos recursos naturais, ampliando a capacidade de produção que possui o meio ambiente, em favor da massa social, com equilíbrio, sem degradação deste. É preciso articular a mobilização social em direção à conquista da cidadania ecológica. Promover a participação da sociedade. Precisamos de educação para transformação. Devemos formar pessoas conscientes, para participação ativa nas decisões acerca dos destinos do planeta. Erradicar a violência, social ou ambiental é falácia. Mas precisamos saber onde ela nasce. Coisa que a escola convencional não ensina às crianças. Não ensina porque não sabe nada. E não sabe nada porque não quer saber a verdade acerca da crua realidade dos fatos. Qualquer indivíduo pode erradicar de dentro de si mesmo os germes da violência; para isto, basta saber o como.
Pitágoras já dizia há 2.500 anos: "Eduquem as crianças de hoje que não será preciso castigar os homens de amanhã”. Uma verdadeira educação deve fazer presente na escola, em todos os momentos, principalmente no ensino fundamental, que é o alicerce formativo; esta deve ser completamente desarticulada da questão econômica e voltada para os valores éticos e morais. Quem forma o caráter de um indivíduo que, por sua vez, vai compor a sociedade, é a educação que ele recebe quando ainda é criança ou jovem. A violência representa o fracasso da sociedade em seu processo de humanização. A raça humana tornou-se vítima de si mesma.

Abaixo um link sobre a violência, que vale a pena conferir. Uma análise profunda de Maurício da Silva, fundador do MOVIPAZ, “Movimento Virtual para Paz”, criado, em 1998.





Referências
www.resistenciaverde.blogspot.com.br
www.geocities.ws/instituinte/mauricio_silva_socorro.htm
www.portalbrasil.net/educacao 
Postar um comentário