Pesquisar no blog

sábado, 7 de janeiro de 2017

ECO-DUTOS


COMO UMA PONTE PODE SALVAR MILHARES DE ANIMAIS TODO ANO. 
As pontes verdes que permitem os animais atravessarem estradas em segurança.



Quando estradas e ferrovias são construídas em meio a florestas e a áreas de preservação ambiental, como garantir a segurança e a saúde dos animais silvestres da região? Assim como existem passarelas para que pedestres circulem em autoestradas, na década de 50 foram criadas as pontes verdes, passarelas ambientadas para que animais possam transitar com liberdade e, acima de tudo, com segurança.
As pontes vivas também são conhecidas como eco-dutos, pontes verdes e viadutos de vida selvagem, e já podem ser vistas em diversos lugares do mundo. Elas  são passagens que cruzam grandes rodovias com o objetivo de oferecer uma travessia segura aos animais que vivem nas florestas nos seus arredores. Nessas estradas, existe uma grande quantidade de acidentes entre motoristas e animais, e para mitigar esses acontecimentos, passagens cheias de vegetação são construídas aumentando a segurança de ambos.
Os ecodutos, são montados com vegetação e terra, de forma a imitar o ambiente da região e permitir a vida de insetos, pássaros e diversos outros animais. Esse tipo de construção está presente em países como a Alemanha, a Suíça, os Estados Unidos e o Canadá, sendo a mais famosa delas chamada de Natuurbrug Zanderij Cariloo, localizada na Holanda, e que conta com mais de 800 metros de extensão, passando por cima de uma auto-estrada, uma via férrea, um rio e um complexo esportivo.

Conheça alguns dos ecodutos mais incríveis do mundo:

Natuurbrug Zanderij Cariloo, Holanda 


Banff National Park, Canadá 

Highway A50, Holanda

Highway A1, Holanda

Montana, Estados Unidos 

Washington, Estados Unidos

Holanda


Queensland, Austrália

The Borkeld, Holanda

Passagem para caranguejos na Austrália

Um comentário:

Anônimo disse...

Como é bom ver gente que pensa e se preocupa com a vida de todos, inclusive dos animais. Pessoas evoluídas, que raciocinam, estudam e trabalham para o bem de todos. Muito bom! Brasil tá um pouquinho longe disso aí, ainda estamos lutando contra a dengue e a cultura da corrupção. Um dia a gente chega lá.