Pesquisar no blog

terça-feira, 14 de agosto de 2012

COMO PREPARAR O SOLO PARA PLANTAÇÃO - PARTE 3




Muitos encontram uma flor que quer plantar, fazem um buraco, enfiam a flor no buraco e supõem que ela crescerá. Isso é subestimar o solo.

PARTE III

PREPARANDO O SOLO
Uma vez que você já sabe a natureza do solo, será fácil melhorá-lo para atender às necessidades das plantas que deseja criar. Mas já que as características do solo do jardim variam, faça o necessário para melhorar o solo para chegar às melhores condições possíveis de crescimento. Felizmente, as dicas e técnicas a seguir o ajudarão.
FERTILIZANTES
Se os resultados do teste indicarem ausência de certos nutrientes, siga as recomendações feitas pela empresa de teste para complementar o solo. Se o desequilíbrio for insignificante, poderão ser utilizados fertilizantes orgânicos.  Já que geralmente contêm uma pequena porcentagem de nutrientes que são lentamente liberados no solo, os fertilizantes orgânicos são inadequados quando se precisa de resultado rápido ou quando o desequilíbrio de nutrientes é grande. Nessas situações, os fertilizantes inorgânicos são a melhor opção. Uma combinação dos dois tipos pode ser uma boa solução: primeiro, utilize adubos comerciais instantâneos, e então, acompanhe nos anos seguintes com fertilizantes orgânicos de nutrição lenta. 
O fertilizante químico é formulado com mais frequência em alguma combinação dos três nutrientes principais: nitrogênio, fósforo e potássio - N, P, K. Os números colocados em cada embalagem representam a porcentagem de cada um desses nutrientes na mistura. Por exemplo, 5-10-5 contém 5% de nitrogênio (N), 10% de fósforo (P) e 5% de potássio (K). A fórmula do NPK também é listada em cada embalagem do fertilizante orgânico. As porcentagens de cada nutriente são mais baixas nos fertilizantes orgânicos do que nos inorgânicos. Por essa razão, é necessária uma quantidade maior de adubo orgânico para se chegar aos mesmos resultados. Também é possível comprar fertilizantes separadamente em vez da mistura dos três nutrientes. Eles são úteis quando há deficiência de um único nutriente. Consulte uma equipe de jardinagem se você não tiver certeza sobre a solução dos problemas de deficiência de nutrientes.

OUTRAS FORMAS DE MELHORAR O SOLO

Embora os fertilizantes sejam perfeitamente seguros - e definitivamente práticos - existem outras maneiras de melhorar seu solo. Leia as dicas a seguir para descobrir mais coisas.

  • Mesmo que seu solo tenha um formato excelente, ainda existem algumas coisas que você precisa fazer antes de plantar seu jardim - especialmente se estiver criando um jardim com plantas de manutenção cara. Veja a próxima seção para conhecer técnicas úteis de solo, como, por exemplo, como cavar duas vezes o canteiro.
  • Adquira adubo composto local no departamento de serviços da cidade. Feito de folhas e grama cortada coletadas do serviço público, o adubo composto pode ser gratuito ou, no mínimo, sair por um preço razoável para os residentes locais. 
  • Para encontrar empresas de compostagem em grande escala, verifique com os jardineiros, que podem adubar com composto de folhas caídas ou restos sólidos de seus clientes, e os comerciantes de terra a granel, que podem vender diretamente o adubo composto ou o solo arável de melhor qualidade misturado ao adubo. Não desista. Restos de quintal não são usados em muitos depósitos de lixo, então, alguém perto de você pode estar fazendo a compostagem desse material. Pense primeiro nas grandes melhorias orgânicas do solo - adubo composto, esterco e folhas - que podem ser adicionadas com carrinho de mão para melhorar o solo. Isso aumentará o nível do solo, pelo menos, temporariamente. À medida que a matéria orgânica se decompuser, o nível do solo diminuirá. Se os solos ricos em matéria orgânica descem a ponto de exporem a parte superior de um arbusto recentemente plantado ou as raízes de uma árvore, acrescente mais terra ou matéria orgânica para manter as raízes cobertas. Se seu jardim estiver próximo da casa ou de uma cerca, mantenha o nível do solo baixo o suficiente para não ficar em contato com a tábua de madeira ou a cerca, que apodrece com facilidade. 
  • Ao plantar ao redor de árvores, arbustos e flores perenes já existentes, procure não cobrir a parte de cima - onde os caules sairão da terra - com material orgânico. Isso ajuda a prevenir problemas de doenças. Cultive uma camada grossa de adubo composto em solo levemente úmido (nunca encharcado) para revigorá-lo antes de fazer um novo jardim. Se estiver utilizando um solo compacto e duro, será necessário fragmentá-lo primeiro. Examine a área, removendo as raízes de erva daninha e de outra vegetação indesejada. Em seguida, examine o solo com um rotocultivador. Após a primeira passagem, examine-o novamente ao contrário, até que você quebre o solo em pedaços razoavelmente pequenos. Um solo bem arado, como a camada superior do solo protegida, pode parecer bonito à primeira vista, mas os solos de lodo e argila provavelmente ficarão densos, com uma espécie de crosta, e duros depois de algumas chuvas fortes. A melhor maneira de manter o solo solto e leve é acrescentar matéria orgânica. Adicione uma camada de 10 a 15 centímetros de profundidade de adubo composto e escave até uma profundidade de 25 a 30 centímetros. O solo ficará mais escuro, úmido e esponjoso - uma mudança dramática bem diante dos seus olhos. Desde que a matéria orgânica permaneça no solo, ele provavelmente ficará solto. Mas à medida que ele descer lentamente, você terá que continuar acrescentando matéria orgânica - adubo composto, cobertura ou folhas rasgadas - para manter a textura desejada.
  • Experimente os sistemas de escavação ou de não cultivo para conservar a textura e o conteúdo orgânico dos solos de jardim prósperos. Uma vez que o solo estiver solto, leve e rico, procure não mexer muito nele para ajudar a preservar os níveis de matéria orgânica. Evite arar repetidamente, pois quebra o solo saudável e acelera a decomposição. Em vez de arar, solte o solo rico antes de fazer a plantação revolvendo com uma pá a superfície, com pouca profundidade, e quebrando-o com uma pancada com a parte de trás da pá. Solos muito soltos podem estar prontos para a semeadura direta, limpando-os com uma enxada.
O mais importante: não esqueça de testar o solo pelo tato antes e depois de ele ser melhorado para saber a extensão da mudança. Pegue um punhado pequeno de terra levemente úmida de uma profundidade de alguns centímetros da superfície do solo. Aperte-o com a mão, até formar uma bola, e veja o resultado quando esticar os dedos.
  1. Solos arenosos, que podem dar a impressão de que arranham, quebrarão. Para enriquecer um solo arenoso, aplique e incorpore uma camada de alguns centímetros de adubo composto e 2,5 ou 5 centímetros de argila; em seguida, tente novamente. Quando o solo for melhorado, a bola ficará mais bem grudada.
  2. Solos de argila, que têm um aspecto liso, formarão uma bola compacta, que não será quebrada com facilidade. Para tornar o solo de argila mais leve, adicione mais adubo composto e areia grossa. Quando a terra estiver leve o suficiente, a bola se quebrará com uma batidinha do dedo.

Nenhum comentário: