Pesquisar no blog

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

PANDA VERMELHO - FIREFOX

O mascote do navegador Mozilla Firefox, definitivamente, não é uma raposa, mas sim uma versão animada do panda vermelho. São encontrados nas regiões montanhosas do Himalaia e do sul da China, onde há florestas temperadas e bambuzais.




O panda-vermelho (Ailurus fulgens), também conhecido como panda-pequeno, raposa-de-fogo ou gato-de-fogo, é um pequeno mamífero arborícola, sendo a única espécie existente do gênero Ailurus. Este animal pertence à família Ailuridae, mas já foi classificado como sendo das famílias Procyonidae (guaxinim) e Ursidae (ursos).
Possuem uma pelagem de coloração avermelhada, com pelo sedoso e cauda comprida, características que lembram uma raposa.São encontrados nas regiões montanhosas do Himalaia e do sul da China, onde há florestas temperadas e bambuzais.
Como são sensíveis ao calor, sendo a temperatura ideal para eles entre 17 a 25°C, costumam dormir durante as horas mais quentes do dia, em galhos de árvores ou tocas. Possuem hábitos crepusculares e noturnos. São animais solitários, vivem raramente em casais ou em grupos.
Iniciam suas atividades diárias com um banho ritual de sua pelagem, lambendo suas patas dianteiras e massageando suas costas, flanco e abdômen. Em seguida patrulham seu território, demarcando-o com uma substância secretada pela glândula anal, que possui forte odor, ou com sua urina.
Geralmente são animais silenciosos, mas quando se sentem ameaçados, podem produzir gorjeios curtos. Quando irritados, podem emitir assobios e bufos. No geral, são amistosos, mas atacam quando se sentem ameaçados.
Sua dieta é constituída basicamente de bambu, segurando-o da mesma forma que fazem os pandas-gigantes, utilizando-se o osso sesamóide. Todavia, como é onívoro, ingere também ovos, pássaros, insetos e pequenos mamíferos.
Raramente esses animais interagiram fora da estação de acasalamento. Tanto o macho quanto a fêmea pode acasalar com mais de um parceiro durante a estação. O acasalamento ocorre entre meados de janeiro até o início do mês de março (inverno); o nascimento dos filhotes ocorre entre junho e final de julho (primavera), já que o período de gestação varia de 112 a 158 dias. A fêmea dá a luz de 1 a 4 filhotes, que nascem muito pequenos, com cerca de 110-130 gramas. Durante os primeiros dias após o parto, a fêmea permanece a maior parte do tempo com sua cria, mas uma semana depois, já passa mais tempo fora do ninho, retornando algumas horas apenas para alimentá-los e limpá-los. Raramente o macho auxilia na criação dos filhotes. Estes últimos começam a ficar maduros sexualmente, por volta de 18 meses de vida.
Atualmente são encontradas duas subespécies de panda-vermelho: 
  • Panda-vermelho-ocidental (Ailurus fulgens fulgens): são encontrados nas regiões do Himalaia, Nepal, Assam, Sikkim e Butão. Apresentam uma pelagem mais clara na região da face. 
  • Panda-vermelho-de-styans (Ailurus fulgens refulgens): são encontrados no sul da China e no norte de Mianmar. A pelagem da região facial apresenta marcas mais “dramáticas”, além de ser maior do que o panda-vermelho-ocidental. 
Está ameaçado de extinção, em conseqüência da caça e da destruição de seu habitat pela expansão humana, da agricultura, da pecuária e do extrativismo de recursos naturais.

Referências
//pt.wikipedia.org/wiki/Panda-vermelho //www.saudeanimal.com.br/panda_vermelho.htm
//www.animalpicturesarchive.com

Nenhum comentário: