Pesquisar no blog

domingo, 11 de dezembro de 2016

O VOO DA JACUTINGA PELA SERRA DA MANTIQUEIRA


Conhecida também por jacuapeti, jacupará e peru-do-mato, a ave jacutinga está na lista de pássaros em extinção no Brasil. Ave ameaçada de desaparecer volta para a natureza após passar por readaptação, aprendendo a caçar, voar e reconhecer predadores.


DESCRIÇÃO
A jacutinga (Aburria cumanensis) é uma das aves mais impressionantes da Floresta Atlântica., caracteriza-se por possuir a plumagem negra brilhante, com manchas brancas nas asas. Igualmente, as penas do alto da cabeça (píleo) são brancas, além de bastante alongadas e eriçáveis. Possui a face toda emplumada de negro, com região perioftálmica nua, branco-gesso. Ainda, possui a base do bico azulada. A barbela, provida de pouquíssimas penas é vermelha em sua porção posterior, enquanto que a anterior é dividida em uma área lilás superior e outra azul brilhante, inferior. O colorido da barbela torna-se bastante acentuado durante o período reprodutivo, enquanto que fora deste, as cores ficam esmaecidas e mesmo a barbela encolhe. É uma ave grande, medindo entre 64 e 74 cm de comprimento e pesando de 1,1 a 1,4 kg.

DISTRIBUIÇÃO
Habitante típico da região Sudeste do Brasil, era encontrada na região da Serra do Mar em qualquer altitude, em locais acidentados, semeados de rochas e cobertos por mata espessa, onde nidificava.Em decorrência da caça, do tráfico de animais selvagens e da inclemente destruição de seu habitat natural, notadamente a Floresta Atlântica, a espécie desapareceu da maioria dos locais onde era encontrada habitualmente.

ALIMENTAÇÃO
Alimenta-se principalmente da polpa de frutos carnosos. Também come artrópodes, botões florais e sementes, em menor quantidade. Geralmente forrageia no alto das árvores, mas pode descer ao solo para ciscar no chão ou pegar as frutas caídas.

HÁBITOS
Habita florestas primárias úmidas densas, à altura da copa e do estrato médio, principalmente em locais abundantes em palmitos, mas não exclusivamente. Pode também ser encontrada em ambientes degradados, desde que próximos à extensas matas preservadas. Prefere as áreas montanhosas até 900m, sendo raramente encontrada em baixadas litorâneas, restinga. Podem ser encontradas em bandos de até 15 indivíduos, principalmente em aglomerações de árvores no pico da frutificação. Atualmente são encontradas sozinhas ou aos pares, provavelmente resultado da sobre-caça.

RECUPERAÇÃO

Recentemente, alguns  espécies, foram soltas na parte paulista da região montanhosa da Serra da Mantiqueira. As aves são monitoradas por transmissores conectados a satélites, pela idas dos biólogos a campo e pela colaboração dos habitantes do local, incentivados à prática da observação de aves. O Projeto Jacutinga, coordenado pela Associação para Conservação das Aves do Brasil (Save Brasil), parceira do ICMBio nesta iniciativa, começou depois de constatada a alarmante situação de risco ameaçando o animal.


Referências
http://www.wikiaves.com.br/jacutinga /  
http://www.mma.gov.br
Postar um comentário