Pesquisar no blog

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

PLANO DE AULA - TRABALHO DE CAMPO INTERDISCIPLINAR



O trabalho de campo, desde que seja previamente elaborado e realizado com eficiência, pode transformar-se em um dos mais importantes métodos de estudo da Geografia.







Dados da Aula

O que o aluno poderá aprender com esta aula
O objeto de estudo da Geografia é construído na interface e articulação entre a dimensão natural e a dimensão humana do real. O estudo do espaço geográfico significa investigar a produção, distribuição, organização e significados dos fenômenos naturais e humanos, em suas articulações . Sendo assim a Geografia constrói seus objetos de investigação na interface de investigação entre a dimensão humana e natural da realidade, ou em contato entre essas duas dimensões. Consideramos que muita precisão a priori do objeto de estudo é um procedimento cerceador da criatividade e da sensibilidade para captar o real na investigação científica.

Objetivos específicos
    • Levar o corpo discente a conviver com a pratica científica da Ciência Geográfica, através da observação, descrição, análise, levantamento de hipótese, e comprovação dos fenômenos naturais estudados em sala, não esquecendo da relação entre o natural e o social.
    • Observar as ações antrópicas existentes na escala global, regional e local.
    • Identificar os significados e as representações de relevos regionais, construídos no contato com a Geografia vivenciada na escola.
    • Identificar e caracterizar o espaço geográfico como objeto de estudo da Geografia, vivenciando as diferenças de conceito entre espaço, paisagem e lugar e a sua importância no estudo da realidade do mundo contemporâneo.
    Duração das atividades
    10 aulas

    Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno


    O professor deverá ter domínio dos conteúdos: Geografia Física, Biologia, Ações Antrópicas, trabalho em equipe e liderança.

    Estratégias e recursos da aula
    Este trabalho tem como meta visita in lócus de uma unidade de conservação
    • Reserva floresta legal
    • Estações ecológicas
    • Reservas biológicas
    • Unidades de conservação,Reserva floresta legal, Parques florestais
    • Refúgios da vida silvestre
    • Áreas de proteção ambiental
    • Reservas extrativistas
    • Reservas de fauna
    • Reservas de desenvolvimento sustentável:
    • Reserva particular do patrimônio natural (rppn)

    Para uma Avaliação de Impacto Ambiental ou Estudo de Impacto Ambiental. Caberá aos alunos desenvolverem a problematização seguindo uma lógica de raciocínio através:

    • Observação
    • Registro
    • Levantamento de hipótese
    • Identificação
    • Amostra
    • Imagem
    • Mapeamento

    Trabalhar com os alunos temas ligados ao cotidiano significa criar estratégias para que eles percebam a relação existente entre o que ocorre no espaço natural e social. Significa disponibilizar elementos que lhe permitam perceber a vida que se desenvolve no âmbito da paisagem natural. Significa ajudá-lo a compreender a necessidade da preservação em fase da expansão capitalista. Disponibiliza elementos de compreensão em que as ações particulares dos sujeitos empreendam no impacto públicos, no que lhe és mais distante.
    Ensinar sobre o mundo e suas manifestações, hoje, exige de todos nós uma postura renovada sobre a concepção de conhecimentos, que nos permita compreender a natureza das mudanças vertiginosas e das incertezas que marcam as realidades locais, nacionais e globais.
    "A ação reflexiva é um processo que implica mais do que a busca de soluções lógicas e racionais para os problemas. A reflexão implica percepção, intuição, emoção, paixão e prática; não é, portanto, nenhum conjunto de técnicas que possa ser empacotado e ensinado, mas sim, presenciada e vivida."
    Desenvolvimento
    I
    O Trabalho de campo

    Ver a escola aberta ao relacionamento extramuros é, hoje, uma questão fundamental. É preciso ir até a realidade para poder analisá-la, compreendê-la e saber portar-se nela, sobretudo quando se está realizando um trabalho coletivo.
    Por isso mesmo, o trabalho de campo é muito importante para a Geografia. Favorece a associação teoria e prática, pois favorece ao aluno a oportunidade de aprender que os conteúdos da Geografia são concretos, relacionando-se a lugares que podem ser observados de forma direta.
    O trabalha de campo precisa ser organizado juntamente com os alunos. Para isso, é preciso construir um roteiro que estabeleça: horário de saída e chegada, objetivos da visita, local a ser visitado, material que se deve levar que fazer no local, de que modo registrar as informações.
    É importante que o professor estabeleça com clareza o que se espera dos alunos durante a atividade de campo. Isto inclui posturas de respeito e solidariedade com o grupo e envolvimento com proposta de trabalho.
    A observação é a principal ferramenta a ser utilizada durante um trabalho de campo. Ela requer conhecimento e, além disso, um envolvimento dos alunos. Observar é olhas para os lugares e para as paisagens geográficas de forma atenta, que permita compreender de modo minucioso os objetos e ações que dão existências aquela porção do espaço geográfico. Então é mais do que ver e enxergar; o olhar é aguçado pelo objetivo de perceber algo que vai muito além do que pode ser captado em um primeiro lance de vista.

    II
    A leitura e a escrita da paisagem
    A leitura da paisagem é uma forma das mais significativas de levar o aluno a compreender o mundo, a partir do lugar em que se vive. É de grande valor para a Geografia, na sua intenção de aguçar o olhar do aluno para perceber as diferentes realidades. Ao observar uma paisagem, percebe-se claramente que ela tem história, ou seja, ela resulta de transformações e acréscimos ocorridos no decorrer do tempo. Nota-se as diversidades naturais, sociais ou sócio-naturais. A leitura das paisagens não deve acontecer de forma espontânea, ao contrário, essa atividade necessita ser cuidadosamente planejada e orientada. é fundamental desenvolver a habilidade de observar, descrever e analisar dados e informações, levantar hipóteses. A descrição envolve a utilização da escrita, do relato verbal, do desenho e da fotografia.
    A divulgação dos resultados do trabalho valoriza a produção dos alunos e pode ser um momento rico de socialização do conhecimento. É importante notar que leitura de paisagem é também leitura de imagens. Ler imagens na atualidade é uma habilidade das mais importantes para o processo de compreensão do mundo.
    III
    Conceitos Estruturadores da Interpretação Geográfica
    O homem, como ser social e cultural, esteve e ainda está definindo, transformando e organizando o espaço na superfície da Terra. Este espaço está sempre em construção pelas ações humanas, numa produção social cada vez mais complexa. O espaço é o objeto de estudo da Geografia. Isto significa que a Geografia faz uma leitura da realidade natural e social do ponto de vista de suas relações espaciais. De acordo com os PCNs de Geografia. "Embora o espaço geográfico deva ser o objeto central de estudo, as categorias paisagem, território e lugar também devem ser abordadas."

    1. Espaço Geográfico
    Resultado dinâmico das ações das sociedades humanas sobre a natureza. Nele se encontra a herança do trabalho humano e da natureza de outros tempos. Nele se dão as articulações entre os homens e entre os homens e a dinâmica da natureza. Nele se manifesta o resultado, em movimento, dessas articulações.
    2. Lugar
    Conceito especialmente importante para a Geografia. No lugar vivemos e construímos nossas referências. É onde há um movimento produzindo a vida social e a existência dos seres humanos; onde os objetos são construídos pelas relações humanas e entre os homens e a natureza; onde há problemas e soluções; onde as coisas que construímos têm significado e com elas estabelecemos uma identidade nós nos reconhecemos por meio desse lugar.
    3. Paisagem
    Tudo que conseguimos ver é a paisagem. Ela é o horizonte que o nosso olho consegue alcançar em determinado espaço. O que vemos são as paisagens naturais e as modificações nela produzidas pela sociedade humana, resultando numa paisagem social. A paisagem não é só um conjunto de objetos em uma determinada extensão espacial, ela é também impregnada de movimentos, sons, cheiros e cores.
    4. Território
    Área delimitada onde ocorre soberania, uma extensão apropriada e usada. Local onde ocorrem relações de poder entre homens, animais, plantas, grupos e classes.

    IV
    Investigação e Produção


    A) Identificando, localizando e mapeando os lugares visitados
    • Quais foram os lugares de nossas paradas para observação?
    • Onde se localizam?
    • Como as pessoas desfrutam desses lugares e por quê?
    • Quais os aspectos naturais aqui apresentados?
    • Existem ações antrópicas?
    • Descrição do modelo de relevo e vegetação.

    B) Levantando hipóteses sobre a existência dos aspectos físicos observados?
    • Como surgiram essas formas de relevo?
    • Quais as formas de relevos existentes?
    • Por quê a vegetação apresenta-se dessa forma?
    • Como tem sido o uso do solo nos territórios vizinhos?
    • Quais os tipos de rochas encontradas?
    • Que ações de intemperismo físicos-químicos modelaram esse relevo?
    • Será que há uma utilização econômica para essas rochas?
    • Como ocorre a continuidade da vegetação?
    • Existem plantas nocivas?
    • Será que ocorre presença de vegetação alienígena?
    • Como podemos caracterizar o relevo?
    • A erosão aqui existente é de causa natural ou antrópica?

    C) Identificando os hábitos da fauna e flora local
    • Como os animais utilizam esse espaço?
    • Quais os alimentos os animais consomem?
    • Quais características que a vegetação apresenta?

    D) Identificando a diversidade natural
    • Quais espécies animais e vegetais existentes?
    • São animais carnívoros ou herbívoros?
    • São plantas hidrófilas, higrófilas ou xerófilas?

    E) Ações de preservações
    • Como podemos preservar a natureza local?
    • Como proteger o local da ação erosiva?
    • Como utilizar o ecoturismo na região?
    V
    Avaliação


    Ficha avaliativa do trabalho
    Local : ____________
    Data: _____
    Duração:______ inicio :_____ término:_____
    Componentes
    1
    2
    3
    4
    • Resultados obtidos na vivência de um trabalho científico:
    • Metodologia aplicada para o desenvolvimento do trabalho:
    • Auto avaliação
    • Avaliação dos monitores
    • Avaliação do professor coordenador

    VI
    Conclusão

    Após a visita de campo, os grupos reunirão de acordo com os temas pesquisados (flora, fauna, relevo e ações antrópicas) para confecção dos relatórios, onde deverá estar registrado todas as problematizações desenvolvidas no decorrer do trabalho, aliadas as descrições e imagens utilizadas e ou salvas.
    Será eleito um grupo de quatro componentes mais um monitor para a montagem final do relatório de acordo com as normas técnicas(ABNT).
    Postar um comentário