Pesquisar no blog

domingo, 8 de março de 2015

BELOS, PORÉM PERIGOSOS


Minerais preciosos movem o mundo moderno: eles são usados ​​em tudo, de talheres a placas de circuito. No entanto, eles - e os minérios de onde vêm - são alguns dos materiais mais tóxicos conhecidos pela ciência, e escavá-los é tão perigoso que alguns deles foram totalmente retirados da produção industrial.

Esta lista contém  alguns dos  minerais mais tóxicos e potencialmente mortais que cristalizam em diferentes sítios do mundo. Detentoras de uma beleza perigosamente enganadora, estes minerais (e as rochas que os contêm) podem causar danos sérios à sua saúde, sem que alguém as atire na sua direção.

Arsenopirita - Chamada de o Ouro dos Tolos, mas com ligeiras diferenças. Este mineral é composto por Sulfato de Ferro (FeS) e Arsênio (As) e pertence ao mesmo grupo de minerais que a Pirita (Ouro dos Tolos). Na tentativa de aquecer ou modificar de qualquer forma este mineral, ele emite um cheiro forte de alho que é o do Arsênio (As), extremamente tóxico, corrosivo e cancerígeno. Basta um simples toque para fazer a pessoa entrar em contacto com sais de Enxofre (S) presentes no Arsênio. Desta forma, o individuo que confundir este mineral com ouro não será apenas "tolo". Pode ser fatal a decisão de apanhar este mineral durante uma caminhada perto das minas e, depois o "uso" das mãos, que tocaram neste mineral, durante o consumo de alimentos. Esta rocha pode ser distinguida através de uma martelada, depois da qual é possível sentir um forte odor a alho. Composição química(FeAsS).

Asbestos -  também conhecido como amianto
Absentos é dos minerais mais terríveis do planeta, enquanto que os outros minerais reagem como tóxicos devido à sua composição química e as vitimas "envenenam-se" acidentalmente, Absentos interfere no funcionamento dos pulmões. Este mineral é composto por: Dióxido de Silício (SiO2), o mineral sólido mais abundante no planeta; Ferro (Fe); Sódio (Na) e Oxigênio (O2). São formados por inúmeras microfibras cristalinas que são facilmente transportadas pelo ar e atingem os pulmões. A irritação constante dos tecidos pulmonares provoca efeitos patológicos e a formação de cicatrizes. Absentos pode ser encontrado em qualquer conjunto de rochas da crosta ricas em Silício (Si). Curiosamente, devido à circulação de ar, os fios de Absentos encontram-se na atmosfera e, como resultado, é possível observar uma pequena percentagem destas fibras nos pulmões de várias pessoas. o crocidolite já foi amplamente utilizado por ser forte, flexível e resistente ao fogo. Mas, em 1964, descobriu-se que o amianto causa mesotelioma – um tipo de câncer – e o mineral parou de ser usado após algum tempo.

Calcantita - Os lindos cristais azuis da Calcantite são compostos por Cobre, Sulfato e Água (CuSO4 . 5H2O). Com esta composição o Cobre, que me condições normais é essencial para o organismo, torna-se muito solúvel em água e é facilmente absorvido em grandes quantidades por plantas ou animais, que posteriormente morrem devido ao não funcionamento dos órgãos. Durante a extraçao deste cristal azul morrem todas as algas no lago e é possível provocar um sério problema ecológico. Devido a incrível beleza e raridade do cristal, dentro da comunidade geológica formou-se uma empresa envolvida na produção artificial da Calcantite para uso na viticultura e no combate a pragas.

Cinábrio - Sulfeto de Mercúrio
Considerado o mineral mais tóxico de todo o mundo. Os cristais vermelhos formados nas proximidades dos vulcões e depósitos de Enxofre (S) sinalizam um perigo. O seu nome significa "Sangue de dragão" e é a partir deste mineral que é extraído o Mercúrio (Hg). Ao longo das experiências ou devido ao aquecimento, estas rochas emitem o Mercuroso puro que provoca espasmos as vitimas, perda de sensibilidade e por fim, morte. Nos finais do século XVIII, ser direcionado para o trabalho nas minas espanholas, cheias de cinábrio, era equivalente a uma pena de morte. Cinábrio era vastamente utilizado na história Chinesa, para execução de elementos decorativos, muitas vezes à custa da própria vida dos artesãos. Na antiguidade os "Curandeiros" acreditavam que o Cinábrio possuía propriedades curativas e receitavam o seu consumo para tratamento de determinadas doenças. Esta fonte de mercúrio, quando oxidada, produz dois compostos tóxicos que causam danos irreparáveis ​​ao sistema nervoso de crianças. E o mercúrio é fatal em pequenas concentrações, podendo ser absorvido pela respiração, intestinos ou pele. Por isso, as indústrias já eliminaram ou estão eliminando seu uso. Composição química (HgS).

 Coloradoita - Pertence à classe dos minerais sulfatados, normalmente encontrado nos filões entre as rochas magmáticas. Representa uma dupla ameaça a quem se atreve a pegar nessa "pedrinha" devido à união de Telureto de mercúrio (HgTe) e Telúrio (Te), sendo este um metal extremamente raro e tóxico. Este mineral era extraído para retirar o Telúrio nele contido. Não se sabia que este mineral podia surgir associado a Ouro. Este fato foi descoberto na altura da "Gold Rush" na Austrália quando a população reparou que com as rochas de Telúrio estavam preenchidos os buracos nas estradas

Erionita -  Este é um zeólito, um tipo de silicato chamado de peneira molecular, por reter certas moléculas de acordo com seu tamanho. A erionita se parece muito com minerais de amianto, e causam danos aos humanos da mesma forma: através de mesoteliomas, um tipo de câncer. Ele não é mais minerado desde o final dos anos 80.
Estibina (também chamada antimonita e estibinita) - Na sua composição é um Sulfureto de Antimônio (Sb3S3), mas é muito parecido com a Prata. Por esta razão os enormes e brilhantes cristais deste mineral eram usados para fazer pratos e copos. No entanto os enormes cristais metálicos em forma de espada levavam à morte de todos que os usavam. Estibina com ligações atômicas de Antimônio (Sb) matou inúmeras pessoas até se conhecer que o uso deste mineral provoca uma intoxicação gástrica horrível. Mesmo que as amostras sejam recolhidas pelos colecionadores, estas devem ser tratadas com muito cuidado, deve-se lavar as mãos após cada contacto com o mineral. Em Osaka, no Japão são encontrados os melhores exemplares dos cristais deste mineral que chegam a atingir 30 cm de comprimento.

Fenaquita - Ela é extraída por ser uma pedra preciosa, e pelo seu teor de berílio. Este elemento químico já foi um precursor para muitos materiais cerâmicos, até descobrirem que inalar pó de berílio causa beriliose – é como a silicose, porém muito mais grave. Ela causa uma reação alérgica nos pulmões, e não pode ser curada. Composição química (Be2(SiO4)).

Fluorita - Esta bela pedra pode ser muito perigosa. Ela contém flúor, um mineral solúvel que se concentra em águas subterrâneas e que pode se espalhar pelo ar. Em excesso, ele causa fluorose, enfraquecendo ossos e articulações. Muitas comunidades rurais na Índia, China e sudeste asiático sofreram com surtos da doença. Composição química (CaF2).

Galena - Principal fonte de Chumbo (Pb). Nas explorações mineiras, aparece em forma de cubos brilhantes com aspeto pouco natural, se bater nele com um martelo, o mineral fratura em vários cubos. Apesar de o Chumbo ser um material maleável, a presença de Sulfato (S) torna o mineral frágil e domável nos tratamentos químicos. Os trabalhadores das minas estão sujeitos à intoxicação devido ao contacto com o pó altamente nocivo, resultante da produção. Ele não é tão ruim quanto o mercúrio, que pode matar você imediatamente, mas o chumbo não sai do seu corpo: ele se acumula ao longo dos anos até atingir níveis tóxicos. Ele contribui para o surgimento de câncer, e causa defeitos congênitos graves em fetos. Composição Química (PbS)

Hidroxiapatita - O fósforo do seu fertilizante e o flúor na sua água da torneira muito provavelmente vieram de uma pedra como esta. No entanto, a exposição à hidroxiapatita (seja na sua mineração ou processamento) deposita esses mesmos minerais em suas válvulas cardíacas, petrificando-as. Composição Química (Ca10(PO4)6(OH)2).

Hutchinsonite - O Tálio (Tl) é o gêmeo obscuro do Chumbo (Pb). É um metal denso muito próximo do chumbo pela sua massa atômica, mas mais perigoso. Tálio é um metal raro que resulta de reações altamente tóxicas e estranhas. Os efeitos, devido ao contato do mineral com a pele, podem ser desde a perca de cabelo a doenças graves e ate à morte. Hetchinsonite constitui uma junção fascinante, mas muito perigosa, de Tálio (Tl), Chumbo (Pb) e Arsênio (As), três elementos altamente tóxicos que juntos constituem um "coquetel" de minerais com o qual se deve ter muito cuidado. Este mineral pode ser encontrado nas zonas montanhosas da Europa, mais frequentemente nos minérios.

Auripigmento  - Conhecida como ouro-pimenta, ouro-pigmento - A única coisa que pode ser pior do que o próprio Arsênio (As) é uma rocha composta por Arsênio e Enxofre (S). Os cristais quimicamente ativos e letais crescem nos subsolos, muitas vezes perto das fontes hidrotermais. O mineral possui cores bastante atraentes, mas se pegar nele, fica sujeito à ação do pó arsênico que é neurotóxico e cancerígeno. Este pó é formado sobre o efeito da luz. Na China deu-se grande uso a este mineral, tal como ao Cinábrio, mas com consequências muito mais graves. No pó produzido eram mergulhadas as setas que posteriormente eram usadas contra os inimigos. Tal como todos os minerais que possuem Arsênio, este também emite um cheiro forte a alho. Este mineral era usado como principal componente na produção de tinta amarela e ocre que, provavelmente, envenenou muitos artistas que as usaram. Composição química (As₂S₃).

Pirita - conhecida como Ouro do Tolo - A pirita era a única fonte de enxofre e ácido sulfúrico, usados em toda a indústria. Isso levou a danos ambientais devastadores, tornando ácidas as águas subterrâneas e córregos próximos. A pirita não é mais minerada comercialmente: o enxofre pode ser coletado como um subproduto do gás natural e petróleo. Conhecida como Ouro dos tolos. Composição química (FeS2).

Quartzo -  Este é o segundo mineral mais comum na crosta da Terra, e o mineral mais usado pela humanidade. Mas ao inalá-lo, ele causa silicose, doença que incha os pulmões e gânglios linfáticos e dificulta a respiração. Ele também pode causar câncer de pulmão, doença associada às indústrias de mineração e fabricação de vidro. Composição química (SiO2).

Torbernite - Pode ser chamado de um mineral infernal. Os cristais verdes em forma de prisma aparecem nos granitos e resultam de uma reação complexa entre Fósforo (P), Cobre (Cu), Água (H2O) e Urânio (U). Os fascinantes cristais atraem muitos colecionadores que levam as amostras para as suas prateleiras. O gás radioativo Radão (Rn) libertado por belas rochas é a segunda maior causa de morte de cancro de pulmões nos Estados Unidos. Este é um mineral que vale mais deixar no mesmo sítio.


Referências.
http://pt.wikipedia.org/
http://mundo-mineral.blogspot.com.br/
http://www.rc.unesp.br/museudpm/banco/sulfetos/arsenopirita.html
http://webmineral.com/data/Hutchinsonite.shtml

Nenhum comentário: