Pesquisar no blog

terça-feira, 20 de junho de 2017

COMO SE FORMA NEBLINA OU NEVOEIRO


A formação da neblina está relacionada com a temperatura e com a umidade da atmosfera, ocorrendo geralmente durante a madrugada.




Neblina – Nevoeiro –  Névoa
É basicamente a formação de nuvens em proximidade com o solo por intermédio da condensação da água presente na atmosfera em forma de umidade. Por definição, só pode ser considerada neblina quando a visibilidade horizontal é prejudicada em uma distância de até 1000 metros.
Sabemos que a condensação (ou liquefação) é a transformação da matéria do estado gasoso para o estado líquido. Portanto, podemos concluir que a neblina se forma quando a temperatura do ar é baixa o suficiente para tornar líquido o vapor d'água. Para isso acontecer, claro, é necessário que o ambiente esteja muito úmido, ou seja, com uma grande quantidade de gotículas de água suspensas no ar. Esse fenômeno costuma ocorrer em regiões serranas, onde a altitude atua na redução das temperaturas e na interceptação das massas de ar úmido advindas de outras localidades. Portanto, nos horários mais frios do dia, fatalmente se formam os nevoeiros nessas regiões.

Exemplo de neblina na área da Serra da Mantiqueira- MG

Outros pontos onde a neblina ocorre são em zonas próximas a cursos d'água, como rios e, principalmente, lagos. Durante o dia, eles emitem uma grande quantidade de umidade em forma de vapor, que se condensa durante a noite ou na madrugada, formando as neblinas mais densas durante as manhãs.

Exemplo de um nevoeiro formando-se próximo a um lago- Santa Maria- RS

Quando a neblina ou nevoeiro ocorre sem uma grande obstrução da visão ou quando a visibilidade é prejudicada em uma distância maior que 1000 metros, os meteorologistas chamam de névoa, ou seja, a diferença entre névoa e neblina está na distância do campo de visão afetado e na intensidade em que o fenômeno ocorre.
Pedra Furada com névoa -Morro da Igreja - Urubici-SC

Nenhum comentário: