Pesquisar no blog

domingo, 14 de junho de 2015

OS MAIORES LAGOS DO MUNDO

Eles são tão grandes que nem parecem lagos.
Muitas pessoas confundem as expressões lago, lagoa e laguna, achando que são sinônimas. Porém, são termos distintos para designar diferentes acidentes geográficos. Mas qual é exatamente a diferença entre eles?




Em primeiro lugar, vamos estabelecer a diferença entre laguna e os outros dois tipos. Enquanto o lago e a lagoa são porções de terra com altitudes inferiores ao ambiente circundante, retendo e acumulando uma relativa quantidade de água, a Laguna é um espaço que apresenta algum tipo de ligação com a água do mar. A laguna é, assim, um corpo de água salgada ou salobra de origem marinha que se encontra separado do mar por breves formações rochosas, barreiras de areia ou por recifes. Por sua vez, a diferença entre lago e lagoa é um pouco mais complexa, pois não existe um padrão na literatura especializada para diferenciar as suas formações. Geralmente, considera-se que a lagoa é menor, mais localizada, enquanto o lago é maior e mais abrangente. Além disso, estima-se que os lagos sejam de origem antiga, ligada a eventos geológicos, como as eras glaciais, enquanto a formação de lagoas é mais específica e aparentemente “banal”. Em Geologia, por exemplo, há a definição de que os lagos são necessariamente maiores do que 0,1 km² por parte de alguns autores, não havendo uma definição específica para o que é, exatamente, uma lagoa*. Em alguns casos, afirma-se que lagoa é, simplesmente, uma expressão popular para lago pequeno**.  Diante dessa verdadeira confusão, muitos nomes são atribuídos para as diferentes paisagens com definições aparentemente erradas. A Lagoa dos Patos, por exemplo, apresenta características de uma laguna e, mesmo que não apresentasse tais aspectos, não poderia ser chamada de lagoa, por possuir uma larga extensão, mais condizente com um lago.

LAGO VOSTOK
É um lago subglacial da Antártica, possivelmente o maior do mundo. A origem do lago é, segundo a opinião da maioria dos cientistas, um lago normal que foi coberto por gelo, à medida que se desenvolveram os glaciares da calote polar da Antártida. Esta submersão deve ter ocorrido a partir dos 30 milhões de anos atrás e terminou há 15 milhões de anos. É há esta quantidade de tempo que o lago e suas eventuais formas de vida se encontram isolados e um dos motivos que lhe traz interesse científico. A pressão do gelo e da composição química interna sugerem que se o lago fosse furado, poderia resultar numa fissura que daria origem a um geyser. O lago Vostok tem uma forma elíptica com 250 km de comprimento e 40 km de largura e com uma área de coberto de 14 mil km². Novas perfurações do poço foram iniciadas nos primeiros dias de 2013 e o gelo novo foi alcançado pelos perfuradores a uma profundidade de 3.383 metros. Em 10 de janeiro, foi recebida a primeira amostra, de uma profundidade de 3.406 metros.”  Para saber mais clique AQUI

MAR CÁSPIO
Até parece um mar, mesmo. Com 371.000 km², ele é 4,5 vezes maior que o segundo colocado da lista. Defini-lo como lago causou controvérsia entre os geólogos. Ele é tão grande que passa pelo território de cinco países (Rússia, Irã, Cazaquistão, Turcomenistão e Azerbaijão) e três zonas climáticas diferentes. No entanto, por não ter conexões com oceanos e não despejar suas águas em outro curso d'água, a maioria bate o martelo: é lago mesmo. Constituindo uma bacia endorreica (área na qual a água não tem saída superficialmente, por rios, até ao mar, ou seja, uma bacia hidrográfica sem saída para o mar).

LAGO VITÓRIA

O Lago Vitória é um dos Grandes Lagos Africanos, localizado num planalto elevado na parte ocidental do Grande Vale do Rift, na África oriental, e está sujeito a administração territorial pela Tanzânia, Uganda e Quênia. Com 68 870 km² de área (quase a mesma da Irlanda), é o maior lago do continente africano, o maior lago tropical no mundo e o segundo maior lago de água doce no mundo em termos de área. Sendo relativamente raso, é considerado como o sétimo maior lago de água doce através do volume e contém 2760 km³ de água. É uma das nascentes do rio Nilo, o Nilo Branco.
  
GRANDES LAGOS
É o nome dado à porção de água doce localizada a nordeste dos Estados Unidos e sudeste do Canadá. Estes formam, em conjunto, a maior área do gênero no mundo, com mais de 246 mil km² de área (de área equivalente à do estado de São Paulo). Formado há cerca de 12 mil anos atrás, durante a última era glacial, os lagos são interconectados por estreitos, pequenos rios e canais. Formando um conjunto de cinco grandes porções de água, constituem o centro de uma bacia denominada "dos Grandes Lagos", dando origem ao maior reservatório de água doce do mundo. Sua região é uma das mais densamente habitadas da América do Norte, que atualmente constitui um importante centro econômico dos EUA e que serve também de lar para cerca de 40% da população canadense. 
São os cinco Grandes Lagos:
  1. Lago Superior: o maior e mais profundo de todos os cinco
  2. Lago Michigan: o único localizado em sua totalidade em território norte-americano. É o segundo maior lago em volume.
  3. Lago Huron: o segundo maior em superfície
  4. Lago Erie: o menor em volume
  5. Lago Ontario: o menor em superfície
Um sexto lago, porém de dimensões bem mais modestas, o Lago St. Clair, forma parte do sistema dos Grandes Lagos. Este encontra-se entre os lagos Huron e Erie, sem ser oficialmente considerado como "um dos grandes". Apesar de seu tamanho descomunal, grande parte da área dos Grandes Lagos se congela no inverno, detendo ainda mais o fluxo de navios na área durante tal período. É comum ainda nesta época o uso de barcos quebra-gelo.

LAGO TANGANYIKA
Estima-se que este lago seja o segundo mais antigo e mais profundo do mundo, com uma largura média de 50 km e tem uma profundidade máxima de 1470 m . Cobre uma área de 32.900 km², tem uma linha de costa de 1.828 km e uma profundidade média de 570 m; foi “descoberto” pelos europeus em 1858, quando os exploradores buscavam a nascente do rio Nilo.
 


LAGO BAIKAL
É um lago no sul da Sibéria, Rússia, entre Oblast de Irkutsk no noroeste e Buryatia no sudeste, perto de Irkutsk. Com 636 km de comprimento e 80 km de largura, é o maior lago de água doce da Ásia, o maior em volume de água do mundo, o mais antigo (25 milhões de anos) e o mais profundo da terra, com 1680 metros de profundidade. A superfície do Lago Baikal é de 31 500 km². É tão grande que se todos os rios na terra depositassem as suas águas no seu interior, levaria pelo menos um ano para encher. Alguns sítios ultrapassam os 1600 m de profundidade (dados mais recentes indicam 1680 m), sendo responsável por 20% da água doce de degelo do planeta.

GRANDE LAGO DO URSO
É o maior dos lagos dos Territórios do Noroeste, no Canadá. Sua superfície é de 31 153 km², o que faz dele o oitavo do mundo em área. Tem um volume total de águas de 2236 km³, e a sua profundidade máxima é de 446 m. As águas do lago são extremamente frias e o gelo impede a navegação durante oito dos doze meses do ano.


LAGO NIASSA
Está localizado no continente africano, no Vale do Rift, entre o Malawi, a Tanzânia e Moçambique. Com uma orientação norte-sul, o lago tem 560 km de comprimento, 80 km de largura máxima e uma profundidade máxima de 700 m. É um lago único no mundo por formar uma província biogeográfica específica, com cerca de 400 espécies de ciclídeos(peixes de água doce da ordem Perciformes) descritas endêmicas - cerca de 30% de todos os ciclídeos conhecidos no mundo- e provavelmente muitas ainda por descrever. Estima-se que tenha uma idade entre um e dois milhões de anos. Uma vez que se encontra numa região tropical e ser muito profundo, o lago está permanentemente estratificado.

GRANDE LAGO DO ESCRAVO 
É o segundo maior lago do Canadá (atrás do Grande Lago do Urso), e o mais fundo da América do Norte com 614 m (2015 ft) de profundidade máxima, e o nono maior do mundo, com 28 400 km2 de superfície. Com 480 km de comprimento e de 19 a 109 km de largura tem um volume de 2090 km³. O seu nome provém de estar na região dos «Slavey», um grupo das First Nations, que significa «escravo» ou «estrangeiro».


LAGOS COR DE ROSA
LAGOS GELADOS



Referencias.

* RICCOMINI, C. et. al. Rios e Processos Aluviais. In: TEIXEIRA, W. et. al. Decifrando a Terra. São Paulo: Oficina de Textos, 2000. p.194.
** PEIXOTO, A. M. Enciclopédia Agrícola Brasileira. Vol. 4 I-M. p.227.
http://www.guiageo-americas.com/mapas/grandes-lagos.htm -
Wikimedia Commons
wipikedia

Nenhum comentário: