Pesquisar no blog

sábado, 16 de novembro de 2013

PARQUE NACIONAL APARATOS DA SERRA

Os Aparados da Serra Geral possui a maior parte de Mata Atlântica preservados do Brasil onde podemos encontrar animais Silvestres como o temido Puma “Leão Baio” ou o Veado Campeiro muito comum na área central da Montanha. Os Aparados ainda tem o maior numero de vertentes de águas cristalinas do Brasil e é aqui que temos as menores temperaturas Registras nos país.


Os Aparados da Serra são as encostas da Serra Geral em vertical de parte do Sul do Brasil. Estas encostas foram chamadas pelos Tropeiros de Aparados, pois estando em vertical parecem ser cortadas a facas, foi assim que os Tropeiros observavam estas grandes Gargantas (Canyons) quando desbravavam o Sul dos país.

Teoria Científica
Há cerca de 200 milhões de anos, sucessivos derrames basálticos deram origem ao Planalto Meridional do Brasil com uma extensão de um milhão de quilômetros quadrados!  Num período posterior, o imenso continente Gondwana que abrigava toda essa região começou a "rachar" dando origem aos continentes da África e América. Processos tectônicos e erosivos (fortes chuvas) há cerca de 120 milhões de anos em fase subsequentes deram à região características singulares formando os Aparados da Serra no nordeste do Rio Grande do Sul com divisa do extremo Sul de Santa Catarina, sendo parte mais ao Norte no Planalto Sul da Serra Catarinense.
A alta umidade, a acidez do solo e a elevada quantidade de matéria orgânica são fatores responsáveis pela vegetação exuberante. Na parte mais baixa são encontradas espécies remanescentes da Mata Atlântica, enquanto que na parte alta aparecem os pinheiros de araucária, árvore símbolo da região. Já nas bordas do planalto aparece a matinha nebular que leva esse nome devido à frequente formação de nevoeiros.

VAMOS CONHECER O MAIOR CANYON -  ITAIMBEZINHO
Quando alguém reclama que o brasileiro prefere ir fazer turismo para fora antes de conhecer melhor o próprio país, fala-se sobre Amazônia, pantanal ou praias do nordeste. Mas a fronteira entre os estados de Rio Grande do Sul e Santa Catarina abriga uma das formações rochosas mais deslumbrantes do Brasil: o Parque Nacional de Aparados da Serra.
Com uma área de 102 km², o local foi institucionalizado pelo Governo Federal através de um decreto em 1959. Nestes mais de 50 anos, visitantes de todo o mundo puderam ver de perto o maior cânion da América Latina: 720 metros de altura, em sua maior parte descendo praticamente em linha reta ao nível do mar.
Quando pensamos neste tipo de formação rochosa, geralmente pensamos no Grand Canyon, famoso desfiladeiro no estado do Arizona, nos EUA. Mas para a maior parte dos brasileiros, pode ser mais prático e barato fazer uma viagem a Aparados da Serra, que impressiona só pelas fotos.
O território brasileiro é formado em grande parte (36%) por escudos cristalinos antigos, que chegam a datar do período pré-cambriano. Enquanto as formações geológicas mais recentes da América do Sul estão nos Andes e sua interminável cordilheira, o cânion de Aparados da Serra é uma exceção: uma jovem formação rochosa de 135 milhões de anos. O centro urbano mais próximo do parque é Cambará do Sul, cidade de 6.500 habitantes no nordeste gaúcho. Por lá passa uma das estradas de acesso, a RS-020. A outra é a BR-101, que passa por Praia Grande (SC) através da Serra do Faxinal, outra detentora de belas paisagens naturais. Para entrar no parque, cobra-se a módica quantia de R$ 6 por pessoa. 

Nenhum comentário: