Pesquisar no blog

domingo, 22 de março de 2015

50 TONS DE ÁGUA.

Quando a cor da água é um atrativo turístico
Rios verde esmeralda, amarronzado, cachoeiras douradas, mares e poços de água prateada. Saiba o que dá a cor da água e onde encontrá-la em suas diferentes tonalidades



Não é apenas o volume de água dos rios brasileiros, os cenários de cachoeira ou o balanço das ondas que encantam o turista. A cor da água é, também, um grande atrativo. Há quem escolha o destino da próxima viagem tendo como base seu tom. É possível mergulhar em um poço de água prateada, na Bahia; em um rio de cor verde esmeralda, em Sergipe; e até se refrescar em uma cachoeira de cor dourada, em Goiás. A variação de cores se explica pela a composição e temperatura da água, a incidência de raios solares e materiais sólidos e orgânicos em suspensão, como algas, fragmentos de rochas e grãos de areia. Se não houvesse a mistura de componentes químicos dissolvidos na água do mar, ela seria transparente como a água potável. Saiba quais são e onde encontrar as principais tonalidades de águas:

Azul – A cor do Poço Encantado, localizado na Chapada Diamantina (BA), tem um efeito cristalino, resultado das águas formadas por lençóis freáticos. A tonalidade não é comum, já que a maior dos poços na região tem a cor âmbar. Em Bombinhas (SC), as praias também variam em tons de azul claríssimos até o quase cristalino. Em Bonito (MS) Tombada pelo Iphan, tem um lago de tom azul mágico, quase irreal. A água, na verdade, é cristalina - a cor é fruto da incidência do sol (entre dezembro e o início de janeiro, pela manhã, o azul fica ainda mais intenso: os ingressos para visitar a gruta nessa época esgotam com meses de antecedência). Lá dentro você fica sabendo, depois de descer 294 degraus irregulares e sem corrimão, que a profundidade do lago é desconhecida (87 m é o máximo que um mergulhador já alcançou), e que ali há fósseis de animais pré-históricos como uma preguiça gigante (a idade estimada da gruta é de 10 milhões de anos). Estalactites e estalagmites formam desenhos curiosos. O passeio dura cerca de quatro horas.

Prateado - Na Gruta da Pratinha, também na Chapada Diamantina (BA), e no Rio da Prata, em Bonito (MS), as cores se alternam entre azul anil e um tom esverdeado, com águas claras e transparentes, que refletem brilhos prateados.


Verde Esmeralda - As microalgas e vegetações aquáticas, quando se misturaram com a água, podem resultar em uma cor esverdeada. É o que pode se observar em um passeio de barco, por exemplo, pelo Cânion do Xingó, no Rio São Francisco (SE). A cachoeira de Santa Bárbara, em Cavalvante (GO), também impressiona com a mistura das tonalidades azul e verde. A melhor época para apreciar a cor, realçada pelos efeitos dos raios solares, é entre maio e setembro, entre 9h e 14 h.


Dourado – As águas douradas da cachoeira do Garimpão, oriundas do Rio Preto, com nascente na cidade de Alto Paraíso, é um dos cartões portais do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás. Na Ilha de Areia Vermelha, em Cabedelo (PB), piscinas naturais se formam com águas transparentes sob as areias douradas. Para quem deseja apreciar o pôr do sol sob raios dourados, a Praia do Jacaré, em João Pessoa (PB), é uma das opções.


Tons escuros – Águas amarronzadas estão, predominantemente presentes no litoral do Rio Grande do Sul. Esse fenômeno ocorre devido à proximidade da costa marítima ou à quantidade significativa de material sólido em suspensão que, na maioria das vezes, são removidos com o movimento das ondas. Já na região Amazônica, os tons escuros dos rios Negro e Solimões são resultado da composição química de cada rio, densidade e clima, que contribuem para deixar evidente a coloração preta e marrom das águas. No município de Bahia Formosa(RN) localiza-se a "Lagoa de Araraquara", mas foi apelidada de 'Lagoa da Coca-Cola', em razão de suas águas escuras. Essa cor é devida à composição química do solo rico em iodo e ferro e à pigmentação das raízes das árvores ao seu redor. Os habitantes da região creem que suas águas possuem virtudes curativas e rejuvenescedoras. A lagoa está localizada no interior da reserva da "Mata Estrela". A natureza e a fauna do parque são de grande beleza e diversidade. O Parque Estadual do Ibitipoca, situado num braço da Serra da Mantiqueira, no sul de Minas Gerais pertence ao o município de Lima Duarte, mas a referência urbana para quem vai curtir o Parque é a Vila de Conceição do Ibitipoca, que é um distrito. As camadas de cristal de quartzo que compõem o solo são responsáveis também pela estranha coloração das águas que variam do cristalino, passando pelo amarelo forte, até o marrom coca-cola. Essa cor se deve ao solo poroso, cheio de gretas, que não filtra direito a água da chuva, permitindo a penetração de folhas secas e material orgânico.


Terapêuticas - As águas, além das cores, também podem ter podem propriedades medicinais. Águas de Lindóia e São Pedro (SP), Caldas Novas (GO) e Araxá (MG) são destinos conhecidos pelos benefícios à saúde. Pelo baixo teor de sódio e a alta quantidade de cálcio, as águas terapêuticas podem amenizar a dor de reumatismos, hidratar a pele e não apresentam efeitos colaterais.

VEJA TAMBÉM RIOS DAS 5 CORES



Referências:
http://www.turismo.gov.br/ google.com / mma.gov.br
Postar um comentário